Get Adobe Flash player
Redes Sociais

Nós temos 14 visitantes online
images/topo/02.jpg
images/topo/03.jpg
images/topo/04.jpg
images/topo/05.jpg
images/topo/06.jpg
images/topo/1a.jpg

Radiofrequência

O tratamento por radiofrequência é baseado num equipamento criado nos EUA para o tratamento da flacidez da face sem cirurgia. Ele causa uma contração da pele, sem cortes, hematomas, inchaço ou descamações fortes e sem se afastar das atividades normais e sob anestesia local.

Este procedimento é uma nova tecnologia, diferente do Laser, dos Peelings e da Cirurgia Convencional, e é utilizado para o tratamento de um dos mais difíceis problemas do envelhecimento facial, que é a flacidez da pele do rosto e do pescoço. Não há cortes, lesões superficiais, edemas ou equimoses. Também não há necessidade de afastamento do trabalho ou das atividades esportivas.

 

Onde pode ser aplicado?

O tratamento por radiofreqüência vem sendo considerado um grande avanço, que permite a correção de sinais de envelhecimento, sem deixar as atividades rotineiras e com baixo risco, exigências modernas, onde a racionalização do tempo é imperativa. Ele pode ser utilizado isoladamente ou associadamente para ação em diversas condições inestéticas como: flacidez da pele facial, flacidez da pele do pescoço, rugas periorbitais e frontais.

 

Como funciona?

A radiofreqüência gera energia e forte calor sob a camada mais profunda da pele enquanto a superfície se mantém resfriada e protegida, o que causa a contração do colágeno. Quando a onda é aplicada sobre a superfície da pele, ela é resfriada (epiderme) e ao mesmo tempo uma energia de radiofrequência é passada para as camadas mais profundas (derme) Posteriormente é obtida a produção de Neocolágeno que vai produzir uma melhora ainda maior no aspecto da pele.

Assim, é criada uma reação química nas estruturas mais profundas, mais específicamente no colágeno, que faz a pele retrair.